AddThis Social Bookmark Button

foco"Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele" (1 João 2:15).

O inimigo de nossas almas sabe do que é capaz um servo de Deus que busca uma espiritualidade autêntica. Ele sabe o que Deus pode fazer através daqueles que buscam permanentemente uma vida de comunhão com Cristo. E é por isso que enfrentamos tanta luta para sermos espirituais.

Muitas vezes nós não temos noção do que é viver em intimidade com Deus. Mas o inimigo sabe, e luta incansavelmente para nos tirar desse foco. Por isso temos tantos inimigos da espiritualidade.

 

O primeiro inimigo da espiritualidade é a mentalidade sedutora do universo.

Em 1 João 2:15-17, o apóstolo chama o mundo de cosmos.
Ele não está se referindo ao mundo onde os nossos pés estão plantados, que pode ser medido, sentido, que é tangível e óbvio. Ele está falando sobre o sistema mundano, manipulado pela penetrante mão de satanás e seus demônios, que tentam a todo custo, tirar o nosso alvo de uma vida espiritual.
O mundo nos atrai, nos seduz, através da fama, da fortuna, do poder e dos prazeres.
Através da mídia, o sistema tenta nos fazer insatisfeitos com o que temos, com a nossa aparência, com o que somos.
O grande objetivo é que passemos a desejar o que está sendo oferecido.
Tudo isso nos afasta da vontade de Deus.

 

"Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância" (1 Pedro 1:14).

O segundo inimigo da nossa espiritualidade é a nossa velha natureza.

Quando nos rendemos a Cristo, passamos a viver a vida que Ele nos oferece.
Não dá para aceitar Jesus e não mudar nosso estilo de vida. Isso é impossível.
Algumas pessoas passam a vida cristã inteira patinando, porque lutam constantemente com a ação de Cristo em suas vidas. Isso é uma grande perda de tempo.

Em 1 Pedro 1:13 a 16, o apóstolo está dizendo que, mesmo vivendo neste mundo, com toda a nossa natureza carnal, a nossa mente, os nossos olhos, o nosso foco, precisam estar separados, santos.
Devemos começar nossos dias em santidade: "Senhor, hoje separo minha mente para Ti, deixo de lado minhas paixões. Separo os meus olhos, meus ouvidos, meus motivos, cada membro do meu corpo, cada área da minha vida para Ti".

 

O terceiro inimigo da nossa espiritualidade é a falta de exercício.

A falta de exercícios, uma vida sedentária pode nos levar à morte física.
Espiritualmente não é diferente, precisamos nos exercitar nas coisas do Senhor: na leitura da palavra de Deus, na meditação e oração, na contribuição, na doação para os necessitados, no testemunho, no louvor e na adoração.
Vamos nos exercitar em atitudes voltadas para Deus.

 

Pr. Leandro Tarrataca

 


Imprimir   Email

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Vão ao mundo inteiro e anunciem as boas-novas a todos.